Band Minas

Prefeitura do interior de MG irá gastar R$ 1,2 milhão para receber Gusttavo Lima

Evento marca a 32ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos

Paula Xavier* 28/05/2022 • 15:34
Show do cantor sertanejo está agendado para o próximo dia 20
Show do cantor sertanejo está agendado para o próximo dia 20
Reprodução / Instagram

Um show do cantor Gusttavo Lima, na cidade de Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas Gerais, agendado para o dia 20 de junho, vai custar R$ 1,2 milhão aos cofres públicos do município.

A prefeitura de Conceição do Mato Dentro, organiza o evento da 32ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos, e vai destinar R$ 2,3 milhões para pagar o cachê dos cantores sertanejos.

O dinheiro utilizado, vem de tributos da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFM), pago por mineradoras locais. Porém, o valor só deve ser utilizado nos setores de educação, saúde e na infraestrutura.

Segundo o município, a festa vai trazer desenvolvimento para a cidade, e acreditam que ao atrair o turismo para o município o investimento acaba que sendo retornado quase que em sua totalidade na forma de geração de renda, seja no comércio local, nos meios de hospedagem, nos bares e restaurantes, postos de gasolina, padaria, aluguel de casas, locação de espaços públicos, impulsionando a economia local.

O evento está marcado para ocorrer entre os dias 17 e 23 de junho, e também vai contar com os shows de Bruno e Marrone e Israel e Rodolffo.

Além do cachê de Gusttavo Lima, que é o mais caro, o contrato do cantor ainda prevê hospedagem para 40 pessoas da equipe dentro das especificações escolhidas pelo contratado, transporte para o artista, músicos, técnicos e produção, bem como arcar com gastos diários de alimentação, no valor de R$ 4 mil. E o pagamento deve ser realizado em duas parcelas, 50% no ato da assinatura do contrato e a outra metade até cinco dias antes do show.

O município mineiro tem pouco mais de 17 mil habitantes, e espera atrair mais de 20 mil turistas. Segundo a prefeitura, estima-se um retorno de mais de R$ 21 milhões.

Em nota, o Ministério Público informou que foi instaurado uma notícia de fato sobre o pagamento de despesas do evento em Conceição do Mato Dentro, e vai apurar a necessidade da abertura de inquérito.

Vale lembrar que a contratação de um outro show do cantor com o dinheiro público também é alvo de investigação do Ministério Público de Roraima.

*Sob supervisão de Hellem Malta