Band Minas

Presidente do IEPHA é exonerado após polêmica sobre Serra do Curral

Decisão foi tomada na manhã deste sábado (14).

Mariana Reis* 14/05/2022 • 13:19 - Atualizado em 14/05/2022 • 13:38
O Governador Romeu Zema publicou a decisão no Diário Oficial Eletrônico do Estado
O Governador Romeu Zema publicou a decisão no Diário Oficial Eletrônico do Estado
Reprodução / AMAGIS

O presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA), Felipe Cardoso Vale Pires, foi exonerado na manhã deste sábado (14).

O desligamento ocorre em meio à disputa em torno da instalação do projeto da mineradora Tamisa, na Serra do Curral.

Em ofício expedido em 22 de março, o então presidente afirmava que o projeto não havia passado por análise do Instituto e que, portanto, não tinha a anuência do órgão para aprovação.

A apresentação de estudo de impactos culturais e a anuência do IEPHA e do IPHAN são condições prévias para o licenciamento.

Em audiência pública realizada na Assembléia Legislativa de Minas Gerais no último dia 5, o secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, teria omitido tal informação.

A exoneração do então presidente do IEPHA está publicada no Diário Oficial Eletrônico de Minas Gerais.

*Sob supervisão de Mábila Soares