Notícias

André Valadão diz que 'deixaria Lula 30 segundos debaixo d'água' em batismo

Fala de pastor gerou críticas nas redes sociais; evangélico se defendeu dizendo que 'liberdade está sendo cessada'

Da redação

André Valadão diz que 'deixaria Lula 30 segundos debaixo d'água' em batismo
Reprodução/Instagram/Agência Brasil

O pastor André Valadão recebeu críticas nas redes sociais nesta terça-feira (14) após responder um questionamento de um seguidor sobre batizar o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O líder religioso da Igreja Batista Lagoinha disse que batizaria Lula, mas que deixaria ele “uns 30 segundos debaixo d'água” para “limpar com força”. 

Nas redes, a fala foi vista como uma sugestão de afogar o presidente da República. “Toda brincadeira tem limite, ainda mais se referindo a coisas tão sérias do Reino, como o batismo. Não é o senhor que batiza ninguém, e sim o Espírito Santo. Sua influência é importante para edificação do Reino não para isso”, escreveu uma seguidora. “Evangelho virou isso? Vai ler a bíblia senhor André. Cristo em todo tempo foi bondoso e amoroso. Seja espelho”, afirmou outro. 

André Valadão tem 5,5 milhões de seguidores no Instagram e 1,3 milhão no Twitter. Pelos stories do Instagram, o pastor se defendeu das acusações e afirmou que seguidores e internautas estão o censurando. 

“É impressionante, quero falar que a liberdade já está sendo cessada no Brasil. A rede social, sua opinião, a maneira de falar, brincar, expor algumas realidades, você deveria ter toda liberdade disso”, disse. 

Ao falar de Lula, Valadão fez críticas ao governo atual. “Em relação a Lula e PT, eu falo aqui mais uma vez, sempre serei contra a ideologia petista, não aprovo nunca a possibilidade de votar numa pessoa como o Lula. E é isso, quem tem dificuldade com isso, que aguente”, pontuou. 

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais