Notícias

Anvisa pede à cidade de SP que reavalie antecipação da dose de reforço

Agência enviou documento à capital dizendo que faltam registros e confirmação de benefícios da aplicação da terceira dose após intervalo de 4 meses

Lucas Jozino, Rádio Bandeirantes 04/12/2021 • 08:32
Anvisa pede à cidade de SP que reavalie dose de reforço após 4 meses
Anvisa pede à cidade de SP que reavalie dose de reforço após 4 meses
Jardiel Carvalho (F)/Folhapress

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou que a Prefeitura de SP reavalie a antecipação da dose de reforço, por falta de registros e confirmação de benefícios. Desde sexta-feira, a terceira dose é aplicada com intervalo de quatro meses após a segunda. As informações são do Lucas Jozino, repórter da Rádio Bandeirantes. 

Mesmo assim, neste sábado (04), a rede de Saúde na capital funciona normalmente com aplicação de todas as doses (primeira, segunda e de reforço) das vacinas contra a Covid. Além dos megapostos, estão abertas até às 19h de hoje as UBS’s e AME’s.

O documento da Anvisa diz que "no momento, não sabemos se os benefícios superam os riscos para o uso de reforço no intervalo de 4 meses para todos os adultos com 18 anos ou mais (...). Alertamos que a redução generalizada do intervalo para a aplicação da dose de reforço das diferentes vacinas contra a covid-19 pode favorecer o aumento e o aparecimento de reações adversas desconhecidas.” A recomendação é que se siga o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

O governo de SP tem autonomia para definir o calendário de vacinação do estado.