Notícias

Bolsonaro promete pagar auxílio a caminhoneiros para compensar aumento do diesel

Presidente não indicou de onde sairiam os recursos para o benefício. Categoria ameaça parar em seis estados

Angelo Nascimento, do Band Notícias 21/10/2021 • 23:57

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prometeu nesta quinta-feira (21) pagar um auxílio para os caminhoneiros autônomos, que têm visto a renda cair por causa do preço alto do diesel.

Porém, Bolsonaro não indicou a origem dos recursos que vão bancar o benefício.

Em setembro, a Petrobras anunciou reajuste no preço do diesel vendido às distribuidoras. O preço médio de venda do diesel passou de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro, um aumento médio de R$ 0,25 por litro. O reajuste entrou em vigor em 29 de setembro. Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nas bombas de combustível, o valor médio do litro do diesel subiu de R$ 4,97 para R$ 6,41.

Enquanto isso, os caminhoneiros ameaçam parar em seis estados a partir de 0h desta sexta (22). Alguns transportadores de combustíveis já protestaram no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

No Congresso, a busca por uma solução para conter a alta dos combustíveis continua. Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, se reuniu com governadores para discutir o projeto aprovado na Câmara que altera a cobrança do ICMS. A expectativa é de o senador articule uma conversa entre os gestores locais e a Petrobras nos próximos dias.

Vídeo: greve afeta abastecimento de combustível no RJ