Notícias

EUA estão perto do auge da ômicron e terão queda de casos, diz estudo

Número de novos infectados ainda está grande, mas vai reduzir até o final do mês, segundo a Universidade de Washington

Da Redação, com Band Notícias 12/01/2022 • 23:33

Os Estados Unidos devem atingir o pico da variante ômicron daqui a uma semana. Depois disso, a expectativa é que os casos comecem a cair drasticamente.

Por enquanto o número de casos continua alto: na terça-feira (11) foram quase 770 mil. E deve continuar assim nos próximos dias. Mas a onda parece perto do fim.

A Universidade de Washington projeta que o país chegará ao pico com 1,2 milhão casos na próxima quinta-feira (20). Depois disso, a expectativa é que o número de infecções deve cair tão rápido quanto subiu.

Isso já começa a acontecer no Reino Unido, onde casos despencaram 45% em uma semana - a maior queda desde a chegada da variante ômicron.

Na África do Sul, que foi epicentro da variante em novembro, a vida começa a voltar à normalidade. Cerca de 80% dos infectados já se recuperaram da doença.

Parte desse otimismo vem dos indícios de que a variante menos agressiva. Um estudo com 70 mil pacientes infectados com a ômicron na Califórnia mostrou que o tempo de internação foi menor em comparação com a delta.

Existe a esperança de que a ômicron seja um ponto de virada na pandemia. Mas é preciso ter cautela. A OMS (organização mundial da saúde) voltou a alertar que a variante também é perigosa, especialmente para as pessoas que não estão vacinadas. Além disso, se a transmissão do vírus não cair, há sempre o risco de novas variantes.