Blog do Datena
Notícias

Dimas Covas critica realização da Copa América no Brasil: "Não é oportuno"

Datena 01/06/2021 • 10:59
undefined

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, criticou nesta terça-feira (1º) a possibilidade de realização da próxima edição da Copa América no Brasil. Segundo ele, a organização de um evento esportivo de grandes proporções no país poderia causar "tudo o que não é aconselhável" no atual momento da pandemia, como o aumento na circulação de novas cepas do coronavírus - e, consequentemente, aumento nas contaminações.

"Quando você faz um torneio desse, traz pessoas de outros países, faz movimentações aéreas com equipes de suporte, torcidas... Tem necessariamente aglomeração em algum momento. Tudo que não é aconselhável vai acontecer se isso de fato for decidido. Eu vejo com muita preocupação. O momento não é oportuno. Pelo que vi, muitos colegas, professores, médicos, vão neste mesmo sentido. Não faz sentido promover uma oportunidade para transitar variantes. Reuniões, comemorações. Tudo que não é aconselhável. Acho que não é oportuno. É minha opinião como médico", disse.

Após a desistência de Argentina e Colômbia, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) confirmou na manhã de ontem (31) que a edição de 2021 da Copa América será realizada no Brasil. O anúncio surpreendeu e gerou polêmica, já que o país segue com números preocupantes de casos, internações e mortes por covid-19. 

Imediatamente, governos estaduais passaram a se posicionar contra ou a favor do evento em suas capitais. O governador João Doria (PSDB), por exemplo, afirmou que "não fará objeção" caso a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) defina o estado como sede, "desde que os protocolos do Plano São Paulo sejam obedecidos".

Mais tarde, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, contrariou a confederação e disse que ainda não havia nada confirmado. "Vou fazer ligações com a CBF. Estamos verificando detalhes. Amanhã [terça-feira, 1º] teremos uma posição final", declarou.