Blog do Datena
Notícias

Kassab: Não faz sentido o PSD apoiar outro candidato em 2022

Datena 26/10/2021 • 11:00

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, negou nesta terça-feira (26) à Rádio Bandeirantes que o partido tenha a intenção de lançar Rodrigo Pacheco, atual presidente do Senado, como vice em alguma chapa nas eleições presidenciais de 2022. De acordo com o ex-prefeito de São Paulo, o PSD é uma sigla nova que "precisa mostrar a que veio" tendo um candidato próprio.

A afirmação nega os rumores que apareceram nos últimos dias sugerindo que o senador poderia ser lançado como vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).  

"Sempre fui contra coligação em eleições proporcionais, de vereador, deputado estadual e deputado federal. Na próxima legislatura, vou trabalhar para que acabem as coligações também nas majoritárias, para presidente, governador e prefeito. Não tem nenhum sentido um partido existir para apoiar um candidato de outro partido. O PSD é um partido novo que tem que mostrar a que veio. Temos que dar exemplo, para isso temos que ter um candidato a presidente", disse Kassab.

Pacheco deixou o DEM e se filiou ao PSD na última sexta (22). No sábado (23), participou de um evento da legenda no Rio de Janeiro em que Kassab afirmou que o senador só não vai encabeçar uma chapa para concorrer ao Executivo Federal no ano que vem "se não quiser". A cerimônia oficial da filiação será realizada amanhã (27), em Brasília.

"De maneira respeitosa, discordo de Lula e de Jair Bolsonaro. Não tem sentido não apresentarmos um candidato com proposta diferente, uma alternativa. Pacheco muito jovem se tornou um brilhante advogado, depois ingressou na política e está indo muito bem. A candidatura dele é para valer, ele será nosso candidato e tenho convicção de que pode vencer", completou Kassab.

CONFIRA A ÍNTEGRA: