Blog do Datena
Notícias

Randolfe: CPI avalia suspender acareação entre Onyx e Luis Miranda para evitar tumulto

Datena 16/08/2021 • 11:28

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid no Senado, confirmou nesta segunda-feira (16) à Rádio Bandeirantes que a Comissão Parlamentar de Inquérito avalia suspender a acareação entre o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF).

Os parlamentares temem que a acareação, marcada inicialmente para a próxima quarta-feira (18), resulte em um novo tumulto na Casa, como já aconteceu na última quinta (12) durante o depoimento do deputado federal e líder do governo na Câmara Ricardo Barros (PP-PR).

"Estou em Macapá, meus colegas senadores também estão em seus respectivos estados, e vamos dialogar até esta noite para avaliar a possibilidade e a pertinência dessa acareação. Temos uma preocupação em especial em relação ao que uma eventual acareação poderá trazer de contribuição à CPI", disse Randolfe.

A comissão havia sugerido a acareação devido a informações destoantes entre Onyx e Luis Miranda em relação às invoices da compra da vacina Covaxin, que foi cancelada após denúncias de irregularidades.

Em junho, o deputado denunciou um suposto caso de corrupção, envolvendo o governo, na tentativa de compra do imunizante, intermediada pela Precisa Medicamentos. Logo depois, o ministro negou e disse que o documento apontado pelo deputado seria falso.

"Há informações destoantes sobre as invoices. Uma das forma que o processo penal encontra para solucionar essa situação é a acareação. Colocar frente a frente os dois que têm versões diferentes. Agora, estamos avaliando se teremos mais um tumulto que não nos levará a nada concreto", explicou Randolfe.

"Estamos 'vacinados' com o depoimento do deputado Ricardo Barros. Ele foi à CPI, mentiu despudoradamente e, com os senadores governistas, criou um enorme tumulto. A CPI, que agiu de boa-fé, acabou sendo vítima de um conjunto de mentiras. Estamos avaliando isso para confirmar ou não a acareação (...). Um passo atrás, muitas vezes, é para dar um salto a frente", completou.

Depoimento de Ricardo Barros

"O mundo inteiro quer comprar vacina, e espero que esta CPI traga bons resultados ao Brasil. Porque o negativo já produziu muito: afastou empresas interessadas em vender vacina ao Brasil", afirmou, na ocasião, o líder do governo na Câmara, causando protestos de senadores da oposição e gritos e aplausos dos governistas.

"Ele contava com um arcabouço da tropa de choque governista para ancorar as mentiras que estavam sendo sustentadas. O que não queremos é outro desfile de depoimentos mentirosos que conturbam a investigação e tiram nosso tempo", concluiu Randolfe.

CONFIRA A ÍNTEGRA: