Notícias

Fábio Faria diz que as 27 capitais terão 5G até julho do ano que vem

Datena 05/11/2021 • 11:23

As 27 capitais brasileiras devem ter acesso ao 5G até julho de 2022. A afirmação foi feita pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, nesta sexta-feira (5), data em que se encerra o leilão do sistema. As outras cidades receberão a tecnologia de maneira escalonada, de acordo com o número de habitantes.

"O 5G vai chegar primeiro nas capitais, depois nas cidades maiores e vai caindo até chegar nas localidades mais remotas. Se tiver uma localidade no interior do Acre com 60 habitantes, vai chegar, só que depois. Isso é política pública", explicou à Rádio Bandeirantes.

O cronograma indica que as cidades com mais de 500 mil habitantes receberão o 5G até julho de 2025; as com mais de 200 mil habitantes, até julho de 2026; as com mais de 100 mil habitantes, até julho de 2027; e as com mais de 30 mil, até julho de 2028. Em seguida, entram os municípios menores.

"Fizemos um acordo com o TCU (Tribunal de Contas da União) que determina ainda que, se as operadores quiserem começar antes, elas podem. Posso garantir que muitas vão fazer mais do que as obrigações determinadas no edital (...). Vai ser uma guerra entre as operadoras para ver quem vai colocar primeiro, vamos assistir a uma disputa boa e ser beneficiados com isso", completou o ministro.

Nesse processo, segundo ele, o 3G vai "desaparecer".

"O 5G tem uma conexão mais rápida de fibra ótica, diferente do 4G com aquela antena grande para cobrir três ou quatro bairros. Se tem montanha ou túnel, cai. O 5G não. Não vai ter instabilidade. A velocidade do 4G é de 30 mega, a do 5G é de 1 giga. E não vamos ter mais 3G. A internet de pior qualidade existente nas regiões mais remotas será a do 4G. O 3G vai ficar no passado", disse.

Números do leilão do 5G

De acordo com Fábio Faria, o leilão do 5G já movimentou mais de R$ 46 bilhões, tornando-se o segundo maior leilão de concessões na história do país, atrás apenas do pré-sal de 2019.

"O leilão foi um sucesso, passamos dos R$ 46 bilhões, superando todas as expectativas. Com R$ 43 bilhões já conseguiríamos fazer os investimentos que pretendíamos. Já sobrou. Conseguimos fazer com que o Brasil fosse o primeiro país da América Latina a receber o 5G. É o maior leilão de telecomunicações da América Latina da história e o segundo maior leilão do Brasil, perdendo apenas para o pré-sal com R$ 69 bilhões."

"O 5G vai mudar o Brasil daqui para frente. Agora entramos de fato na economia digital. Tínhamos um receio muito grande, foram 15 meses de trabalho, o leilão estava totalmente fora do radar do governo no momento da pandemia, quando assumi, em junho do ano passado. Prometi que faríamos esse ano e conseguimos, deu certo. Teremos investimentos na ordem de US$ 1,2 trilhão nos próximos 15 anos. O PIB brasileiro vai aumentar muito, só o agronegócio vai crescer acima de 10%. Como o agro corresponde a 26% do PIB, se ele cresce 10%, a gente cresce 2,6%."

https://www.youtube.com/watch?v=REcJwbPt74g