Notícias

Bolsonaro admite chance de se filiar ao Progressistas para eleições de 2022

Partido, que integra o centrão, tem ganhado mais protagonismo dentro do governo

Erick Motta, da BandNews TV 23/07/2021 • 16:20 - Atualizado em 23/07/2021 • 17:55

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou nesta sexta-feira (23) que cogita filiar-se ao Progressistas para concorrer à reeleição em 2022.

"Tentei e estou tentando um partido que eu possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. Então, o PP passa a ser uma possibilidade de filiação nossa", explicou o presidente em entrevista divulgada em suas redes sociais.

A fala confirma a aproximação com o o PP, cujo presidente da legenda Ciro Nogueira foi indicado para assumir o Ministério da Casa Civil, o que deve acontecer na próxima semana. O partido também abriga Arthur Lira, eleito presidente da Câmara dos Deputados com apoio do Palácio do Planalto.

Conversas com Nogueira vão acontecer a partir da próxima segunda (26) e devem estabelecer as bases que podem sacramentar a filiação de Bolsonaro, sem partido desde que deixou o PSL, em novembro de 2019.

O presidente já integrou o partido, ex-Partido Progressista e Progressista Brasileiro, em três oportunidades: 1993, de 1995 a 2003 e de 2005 a 2016.

Antes, Bolsonaro já havia defendido o bloco - o qual criticou durante a campanha em 2018 - afirmando que “era do centrão”.

O tal Centrão, que chamam pejorativamente disso, são alguns partidos que lá atrás se uniram na campanha do [Geraldo] Alckmin [PSDB]. E ficou, então, rotulado Centrão como algo pejorativo, algo danoso à nação. Não tem nada a ver, eu nasci de lá", disse.

  • Jair Bolsonaro
  • Política
  • eleicoes