Notícias

Bolsonaro sobre PEC para reduzir preço do combustível: “Nada de atrito”

Presidente falou com jornalistas e apoiadores em Eldorado (SP) sobre a ideia de reduzir – ou até zerar – impostos federais e estaduais, o que poderia causar atrito com governadores

Da redação, com BandNews TV 22/01/2022 • 15:55

Em conversa com jornalistas e apoiadores ainda em Eldorado, no interior de São Paulo, na manhã deste sábado (22), cidade onde Bolsonaro acompanhou o velório e sepultamento de sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, que morreu aos 94 anos na madrugada de sexta-feira (21), o presidente disse que a PEC que busca baratear o preço dos combustíveis não causará atrito com governadores. 

“Continuamos trabalhando numa proposta de emenda da Constituição autorizando, e não determinando, que o presidente e governadores diminuam ou zerem os impostos federais e estaduais”, disse. “Reconheço que os combustíveis estão altos, está no mundo todo e nós vamos buscar alternativa para isso”. 

Se avançar, a PEC vai causar uma queda de arrecadação nos cofres da União e, por isso, a equipe do governo Federal precisará pensar em como neutralizar a perda.  De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, ao reduzir um tributo, o Poder Executivo tem que compensar o efeito na arrecadação elevando outro.