Notícias

Brasileiros pedem ajuda para deixar a África

Ministério da Saúde monitora duas pessoas que testaram positivo para Covid-19 e voltaram recentemente da África

Nathália Pase, no Bora Brasil 30/11/2021 • 09:13

Dois viajantes que chegaram de países africanos com Covid-19 estão sendo monitorados. O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou que a variante ômicron do coronavírus é de preocupação, mas não de desespero, até o momento. Queiroga ainda afirmou que o Brasil está preparando para eventual nova onda da Covid-19.

Por enquanto, 230 brasileiros não conseguem sair da África do Sul, por causa de restrições. Eles pediram auxílio diplomático para deixar a região. A embaixada brasileira acompanha a situação.  

“Eles são rigorosos com relação a papelada de embarque. Se não está com tudo em dia, eles te seguram”, disse o guarda-costas, Leopoldo Lopes. “Foi tudo fácil, só apresentar os documentos, exame, que exigem em qualquer aeroporto. Passamos diretamente sem problemas”, conta o chef de cozinha, Hussein Ali. 

A engenheira de minas, Giovana Cabral, explicou que de algumas rotas de voos já foram canceladas pelas companhias aéreas. “Foi uma sorte, na verdade, porque tem vários voos que saem da África do Sul que vem por diversas rotas e essa rota foi a única que não foi cancelada. Tenho vários amigos que viriam por outras conexões e tiveram os voos cancelados do dia para noite e só esse voo sobreviveu, conseguiu sair de lá e chegar aqui”.