Notícias

Buscas por desaparecidos após queda de avião no mar em SP entram no 5º dia

Duas pessoas ainda não foram localizadas: o copiloto José Porfírio de Brito Junior, e o empresário Sérgio Dias Alves Filho

Marcus Sadok, com Bora Brasil 29/11/2021 • 09:53

Militares do Corpo de Bombeiros de São Paulo e da Força Aérea Brasileira chegam ao quinto dia de buscas pelo copiloto e pelo passageiro do avião bimotor que caiu no mar entre Ubatuba, litoral norte de São Paulo, e Paraty, no litoral sul do Rio, na última quinta (25). Apenas o corpo do piloto, Gustavo Carneiro, de 27 anos, foi encontrado.

Duas pessoas ainda não foram localizadas: o copiloto José Porfírio de Brito Junior, e o empresário Sérgio Dias Alves Filho. As famílias dos dois desaparecidos também realizam buscas individuais.

De acordo com a FAB, cerca de 2.500 quilômetros quadrados do litoral já foram patrulhados. A extensão da área de busca, a falta de visibilidade e as características do mar da região dificultam o trabalho de buscas. Aeronaves, embarcações e motos aquáticas compõem o aparato de buscas.

No sábado (27), Gustavo Carneiro foi cremado no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, na zona norte do Rio. O corpo dele foi encontrado a 16 km da costa, em Paraty.

O último registro da aeronave antes da queda foi na Ilha das Couves, em Ubatuba, na noite de quarta-feira (24). O voo saiu às 20h30 de Campinas e pousaria no Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. 

A aeronave não tinha permissão para fazer táxi aéreo, mas estava autorizada a fazer voos noturnos privados. Além disso, a ANAC afirmou, em nota, que o bimotor estava em situação técnica regular.