Notícias

“Meu foco é daqui para frente, não para trás”, diz Ney Matogrosso

Prestes a completar 80 anos, cantor fala sobre preconceito, carreira, sexualidade e novos trabalhos

Maiara Bastianello 28/07/2021 • 11:55

O programa Bora Brasil exibiu nesta quarta-feira, 28, uma reportagem especial com o cantor Ney Matogrosso. Ícone da música brasileira, o artista ganhou reconhecimento durante a década de 1970 ao ser vocalista do grupo Secos e Molhados. Prestes a completar 80 anos, no próximo dia 1º de agosto, ele garante que está focado no futuro e não no passado.

“Meu público sempre teve gente de várias idades, mas eu não sou saudoso. Eu vivo o agora. Meu foco é de agora para frente, não daqui para trás”, diz. Mesmo com a pandemia, ele nunca deixou de criar. Um novo álbum será lançado em homenagem ao seu aniversário. 

“Quando acabar essa história da pandemia, eu volto com aquele show que eu estava fazendo. O disco é apenas um registro pelos meus 80 anos, já que eu não vou poder ter uma festa”, afirma. Intitulado Nu Com a Minha Música, o álbum chega as plataformas digitais em agosto.

Mas não tem como falar de Ney Matogrosso e não falar do passado: são 45 anos de carreira sem parar um minuto como cantor, diretor, ator, iluminador, dançarino e compositor. Todas essas histórias reveladas em uma biografia, que acaba de ser lançada. “Ney é um dos raros acontecimentos únicos. Ele é um ponto completamente exclusivo na história da música brasileira”, diz o biógrafo Julio Maria. 

“Estou sabendo pela biografia que tinha muito preconceito por vários setores da sociedade, que eu não sabia. Eu segui o meu caminho, apesar de tudo que pudesse vir contra mim. Eu não parei nem um momento”, afirma o cantor. Um dos marcos da carreira de Ney Matogrosso foi na TV Bandeirantes, depois de participar do Canal Livre, em 1981. 

Durante a entrevista, Ney ainda falou sobre a vitalidade que esbanja aos 80 anos. “Eu me cuido, faço exercícios há muitos anos e como pouco. Se bem que tem uma coisa de genética, né? Conheci o avô da minha mãe com 105 anos”, finaliza.

  • bora brasil
  • ney matogrosso