Notícias

Ministério da Saúde pede liberação de autoteste da Covid-19

Na nota técnica enviada para a Anvisa, o governo afirma que a autotestagem é uma estratégia adicional para prevenir e interromper a cadeia de transmissão da doença

Angelo Nascimento 14/01/2022 • 10:33

O Ministério da Saúde enviou um pedido para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso de autotestes para a detecção da Covid-19.

Na nota técnica enviada para a Anvisa, o governo afirma que a autotestagem é uma estratégia adicional para prevenir e interromper a cadeia de transmissão da doença, junto com a vacinação, o uso de máscaras e o distanciamento social.

O público alvo seria qualquer indivíduo que esteja ou não apresentando sintomas da Covid-19, independente da idade ou estado vacinal, que tenha interesse em realizar a auto exame. Ainda de acordo com a nota técnica, o Ministério da Saúde afirma que autotestes podem ser realizados em casa ou em qualquer lugar, são fáceis de usar e produzem resultados rápidos. 

Se o resultado for positivo, o profissional que fez a aplicação deve recomendar o auto-isolamento imediatamente e que pessoas próximas do infectados também sejam testadas ou isoladas.

De acordo com as regras vigentes da Anvisa, o registro de autoteste de doenças de notificação compulsória, como é o caso da Covid-19, só podem ser feitos caso haja uma política de saúde pública estabelecida pelo Ministério da Saúde. 

Procurada, a Anvisa afirmou que, até o momento não registrou no sistema o recebimento da nota técnica do Ministério da Saúde.

Atualmente, são permitidos autotestes de diabetes, de HIV e de gravidez no Brasil.