Notícias

MP e Defensoria investigam operação da PM em São Gonçalo; 8 corpos foram encontrados

Polícia afirma que houve confronto e diz que também abriu uma investigação interna

Marcus Sadok, no Bora Brasil 23/11/2021 • 09:22 - Atualizado em 23/11/2021 • 11:17

A investigação sobre a operação da Polícia Militar em São Gonçalo (RJ) continua nesta terça-feira (23). O Ministério Público do Rio de Janeiro e a Defensoria Pública afirmaram que vão apurar as circunstâncias das mortes. A PM também afirmou que abriu uma investigação interna sobre o confronto. 

Moradores afirmam que há mais corpos na zona da mata onde foram encontrados os oito mortos. Parentes estiveram no Instituto Médico Legal (IML) para fazer o reconhecimento.

Segundo a Polícia Civil, sete dos oito mortos foram identificados. Cinco tem antecedentes criminais. O sexto, que não tem antecedentes, também usava uma roupa camuflada como a do resto do grupo. 

Operação no complexo do Salgueiro

A operação aconteceu no complexo do Salgueiro, conjunto de favelas que fica em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Foi uma resposta da polícia à morte de um PM, no sábado (20), na comunidade. O sargento Leandro da Silva foi atacado quando patrulhava o conjunto de favelas. 

Desde então, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), tropa de elite da polícia, passou a fazer operações no Salgueiro. No domingo (21), um bandido foi morto e, segunda de manhã, foram mais oito mortes. Os corpos foram retirados de uma área de mangue pelos próprios moradores, enfileirados e cobertos por lençóis numa rua próxima.