Notícias

Petrobras anuncia novo aumento nas refinarias para a gasolina e o diesel

A estatal afirma que o aumento nos preços busca manter o equilíbrio do mercado, segue o câmbio e os preços no mercado internacional

Da Redação, com Igor Calian e Nathália Pase, no Bora Brasil 25/10/2021 • 08:23 - Atualizado em 08/11/2021 • 12:45

A Petrobras anunciou novo aumento nas refinarias para a gasolina e o diesel. A gasolina terá reajuste R$ 0,21 a partir desta terça-feira (26). O litro passa a ser vendido por R$ 3,19 para as distribuidoras.

O valor nas bombas deve ser ainda maior porque incluem impostos e custos com distribuição e venda. O diesel terá reajuste de R$ 0,28, passando a ser vendido nas refinarias por R$ 3,34.

Esse é o segundo reajuste dos combustíveis anunciado pela Petrobrás só em outubro e o 11º do ano - 11 da gasolina e nove do diesel. No acumulado do ano, a gasolina subiu 73% e o diesel, 65%.

Antes do aumento, o preço médio da gasolina nas bombas dos postos estava em R$ 6,36, enquanto o do diesel era de R$ 5,04. 

A Petrobras justifica que os reajustes são necessários para alinhar os preços cobrados no Brasil aos do mercado internacional. Mas importadores alertam que esse aumento ainda não seria suficiente e a defasagem continua. De acordo com as importadoras, o aumento na gasolina teria que ser de R$ 0,37 centavos para equiparar ao mercado internacional, enquanto o diesel teria R$ 0,47. 

Mais cedo, em entrevista transmitida nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou que os preços dos combustíveis iriam subir ainda mais e que não podia intervir no preço. O presidente disse também que era preciso construir novas refinarias no país. Ele voltou a cogitar a privatização da Petrobras.

“Isso entrou no nosso radar. Mas privatizar qualquer empresa não é como alguns pensam, que é pegar a empresa, botar na prateleira e amanhã, quem der mais, leva embora. É uma complicação enorme. Ainda mais quando se fala em combustível”, explicou.