Notícias

Prêmio Educador Nota 10: inscrições são prorrogadas até 15 de julho

Educadores com projetos pedagógicos alinhados aos temas de direitos humanos, sustentabilidade, tecnologia e inovação podem se inscrever de forma gratuita

Por Cesar Cavalcante

O Prêmio Educador Nota 10 valoriza projetos transformadores e de impacto que contribuam efetivamente para a transformação da educação brasileira. Para participar, educadores com projetos pedagógicos alinhados aos temas de direitos humanos, sustentabilidade, tecnologia e inovação podem se inscrever de forma gratuita até 15 de julho

O Bora Brasil visitou uma turma que tem uma professora premiada em uma escola pública de São Paulo. Ao saber da informação, a estudante Maria Luiza Queiroz ficou surpresa, mas confessou que já esperava. A professora de inglês dela, Jaqueline Rodrigues, foi uma das vendedoras do prêmio Educador Nota 10, em 2022. 

“Os projetos têm esse intuito, não apenas de aprender a língua, mas usar a língua, na verdade, para a gente se comunicar e entender o mundo e o que a gente vive, a sociedade que vivemos e, também, para nos tornarmos pessoas melhores”, afirmou Jaqueline.


O projeto foi colocado em prática durante a pandemia, quando as aulas passaram a ser remotas – um período de desafios para a educação em que a Jaqueline viu oportunidades de ensino. 

E é para valorizar a educação que as inscrições da 26ª edição do prêmio Educador Nota 10 estão abertas. A premiação reconhece ações de profissionais que inspiram em sala de aula. Os nove projetos que serão premiados precisam se basear em três eixos: sustentabilidade, direitos humanos e inovação e tecnologia. 

“É feito para, absolutamente, todos os educadores. A gente quer premiar as boas práticas, então, não tem uma restrição de perfil, pode ser o professor ou o coordenador”, disse à Band o presidente do Instituto Somos, Guilherme Mélega. 

“Esse prêmio possibilita que pessoas que estão repensando modelos, inovando e que são exemplos, que esses exemplos possam ser compartilhados com educadores de todo o país”, completou o diretor-geral de comunicação do Grupo Bandeirantes, Caio Carvalho. 

Os primeiros, segundos e terceiros colocados em cada categoria receberão, respectivamente, o prêmio em dinheiro no valor de R$ 25 mil, R$ 15 mil e R$ 10 mil. Os vencedores também serão contemplados com bolsas integrais de pós-graduação. 

Os primeiros colocados também concorrerão ao troféu de Educador do Ano. O vencedor receberá uma doação para a escola em que o projeto foi realizado no valor de R$ 25 mil em produtos e serviços. 

Inscrições para o prêmio Educador Nota 10 

Para participar, educadores de todo o país podem inscrever gratuitamente projetos pedagógicos alinhados aos eixos temáticos Direitos Humanos, Sustentabilidade, Tecnologia e Inovação. A inscrição é gratuita e o prazo foi prorrogado até o dia 15 de julho. Todos os vencedores serão reconhecidos em evento presencial, a ser realizado em São Paulo.

A premiação é realizada pelo Instituto Somos - organização sem fins lucrativos comprometida com a democratização do acesso à educação, à leitura e às competências do futuro em promoção da reinvenção da educação para o aluno do século XXI - e conta com a parceria com o Instituto Bandeirantes e o Grupo Bandeirantes de Comunicação.

O prêmio valoriza educadores que vão além do ensino tradicional, buscando enriquecer a educação brasileira com projetos inovadores. Através do reconhecimento, busca inspirar e disseminar práticas pedagógicas que contribuem para o desenvolvimento de um novo futuro para o país. 

Criado 1998 pela Fundação Victor Civita, a iniciativa já recebeu ao longo dos 25 anos mais de 84 mil projetos e já beneficiou 270 educadores, entre professores e gestores escolares, com cerca de R$ 3,3 milhões em prêmios ao longo das edições. 

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais