Notícias

Réveillon e Carnaval devem acontecer no Rio caso haja condições seguras

Segundo o prefeito, Eduardo Paes (PSD), o planejamento que vem sendo feito para os eventos não significa que eles vão ser realizados se não houver condições seguras

Pedro Dobal e Marcus Sadok, no Bora Brasil 30/11/2021 • 09:27 - Atualizado em 30/11/2021 • 09:58

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD) confirmou a realização do Réveillon e do Carnaval caso haja condições seguras em relação à pandemia. A declaração foi feita nesta segunda-feira (29), em uma publicação nas redes sociais.

Segundo Paes, o planejamento que vem sendo feito para os eventos não significa que eles vão ser realizados e é possível cancelar as festividades caso os indicadores da pandemia voltem a piorar.

O político ressaltou que a cidade tem, atualmente, a menor taxa de transmissão do coronavírus e o menor número de pacientes internados com a doença desde o início da pandemia.

Paes também reforçou que quase 80% dos cariocas já estão vacinados com as duas doses da vacina contra a Covid-19 e fez um apelo para quem não está em dia com a imunização volte aos postos para se receber a segunda aplicação.

Também nesta segunda-feira (29), o governador Cláudio Castro (PL) afirmou que qualquer decisão sobre o Réveillon e o Carnaval ou a adoção de novas medidas de restrição vai ser tomada em conjunto com especialistas e com os prefeitos.

A Sebastiana, associação dos blocos de rua do Rio, considera precipitado decidir sobre o Carnaval neste momento e deve se posicionar sobre o assunto apenas em janeiro. A presidente da entidade, Rita Fernandes, defende a exigência do passaporte vacinal para os turistas.

Já a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio, espera começar os ensaios técnicos dos desfiles na Sapucaí na segunda quinzena de janeiro, caso os indicadores da pandemia se mantenham baixos.