Brasil Urgente

Após ter habeas corpus negado, mãe de Henry troca advogados de defesa

Thiago Minagé, um dos novos defensores de Monique Medeiros, representou o ex-deputado Eduardo Cunha

Da Redação, com Brasil Urgente e BandNews TV 12/04/2021 • 18:18 - Atualizado em 13/04/2021 • 00:06
Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel
Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel
Reprodução TV

Monique Medeiros, mãe do garoto Henry Borel, mudou sua estratégia para a defesa. Passam a atuar no caso da professora os advogados Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Assad.

Em nota, os novos membros da defesa disseram que o momento é de estudo e análise e garantiu que a única estratégia será “atuar com a verdade”. Thiago Minagé foi um dos defensores do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, preso em desdobramento da Operação Lava Jato.

A confirmação da mudança acontece pouco após o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negar o pedido liminar para conceder um habeas corpus para Monique e Doutor Jairinho no fim da tarde desta segunda-feira (12)

André França Barreto segue como advogado do vereador Doutor Jairinho. A Polícia Civil entrou com uma representação no Ministério Público contra Barreto pelas suspeitas de que ele tenha coagido testemunhas e por obstrução de Justiça.

Monique e Jairinho foram presos na última quinta-feira (8) acusados de homicídio duplamente qualificado (com emprego de tortura e sem chance de defesa à vítima) e de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas do caso.

Monique Medeiros havia sido transferida do presídio onde estava em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, para um hospital penitenciário em Bangu, na Zona Oeste do Rio, com fortes dores na região abdominal e febre na manhã desta segunda. Foi diagnosticada com uma infecção urinária e liberada para retornar ao presídio feminino.

Mãe de Henry já tinha usado versão de queda; assista

  • monique medeiros
  • caso henry
  • doutor jairinho
  • polícia civil