Brasil Urgente

Buscas pelo serial killer seguem no 8º dia com quase 300 policiais em Goiás

Polícias de Goiás e do Distrito Federal seguem buscando o matador Lázaro Barbosa de Sousa

Da redação, com Brasil Urgente 16/06/2021 • 17:18 - Atualizado em 16/06/2021 • 18:52

Um caçador conhecido na região e com muita intimidade em áreas de mata fechada, o chamado "mateiro". É assim que os moradores do pequeno distrito goiano de Girassol, com pouco mais de 10 mil habitantes, descrevem o assassino Lázaro Barbosa de Souza.

O serial killer de Brasília continua foragido após oito dias de buscas. São quase 300 policiais do Distrito Federal e de Goiás na caça ao criminoso.

Acuados e com medo do maníaco invadir fazendas e chácaras da região, os próprios fazendeiros ajudam a polícia nas buscas. Há imagens em que ele aparece capinando lotes na região do entorno do distrito federal.

O objetivo, segundo o comando das polícias, é fechar ainda mais o cerco contra o maníaco que cometeu crimes em pelo menos 3 estados. A possibilidade de fechar estradas da região não foi descartada.

Perigoso e extremamente violento. É assim que a polícia classifica Lázaro Barboza de Souza, de 32 anos. O matador em série é o homem mais procurado pelas forças de segurança de goiás: ele invadiu uma chácara e assassinou quatro pessoas da mesma família.

Lázaro tem uma extensa ficha criminal, com passagens por estupro, homicídio e latrocínio. O assassino têm histórico de uso abusivo de álcool e drogas. Ele conhece bem a região e pode estar escondido na mata.

Lázaro Barbosa de Sousa nasceu em Barra do Mendes, interior da Bahia e tem uma extensa ficha criminal. Ele também é acusado de crimes como roubo, estupro e porte ilegal de arma.

Na Bahia, o criminoso é considerado foragido desde 2007, após ser acusado de um duplo homicídio ocorrido no município de Barra do Mendes. Ele chegou a ser preso, mas fugiu dez dias depois. Em 2018, Lázaro foi preso em Goiás, mas fugiu do presídio quatro meses depois. Desde então, estava foragido.

Crimes em série

Na semana passada, ele invadiu uma casa em Ceilândia, área rural do Distrito Federal, matou um homem e os dois filhos e fugiu levando a esposa da vítima, que foi encontrada morta três dias depois em um córrego da região.

Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21 e Carlos Eduardo Vidal, de 15, foram mortos na madrugada do dia 9 de junho dentro da chácara. Ele ainda sequestrou e assassinou a mãe dos jovens, Cleonice Marques, de 43 anos.

Depois de matar a família, Lázaro começou a fugir da polícia, aterrorizando moradores da região. Ele invadiu outras casas, cometeu roubos, fez reféns e baleou três homens.

Na tarde de domingo, Lázaro roubou um carro em Cocalzinho e abandonou o veículo depois de avistar um ponto de bloqueio montado pela polícia

Em abril, ele invadiu uma casa fez a família refém e estuprou uma mulher. Em maio, o maníaco entrou em outra chácara e fez mais uma família refém. Cruel e sádico, fez as vítimas a ficarem nuas e as mulheres da casa foram obrigadas a servi-lo.

Estes são os crimes conhecidos, mas a polícia ainda busca saber se outros crimes sem autoria cometidos na região também possam ter ligação com Lázaro. 

  • serial killer