Brasil Urgente

DNA liga estupro cometido em abril ao criminoso Lázaro Barbosa

Impressões digitais e material genético comprovam que Lázaro, morto nesta semana, atacou uma mulher de 39 anos

Da Redação 03/07/2021 • 18:55 - Atualizado em 03/07/2021 • 19:49

A cada dia que passa, um novo crime de Lazaro Barbosa aparece. A Polícia Civil Do Distrito Federal afirma ter desvendado mais uma atrocidade cometida pelo criminoso em Ceilândia, ainda antes do assassinato de quatro pessoas da mesma família.

Segundo a delegada de atendimento à mulher, Adriana Ramos, um exame genético comprovou que Lázaro foi o autor de um estupro no mês de abril.

O criminoso invadiu uma casa, roubou pertences e trancou marido e filho em um quarto. Sob ameaças, a mulher de 39 anos foi obrigada a ir até uma área de mata com ele, onde foi estuprada. Como de costume, Lázaro fugiu pelo mato.

“As impressões digitais de Lázaro foram encontradas e confirmadas no local, e também através do material genético. Ele já tinha cometido um crime semelhante [estupro], que fora condenado em 2009, e nós tínhamos o material genético dele. Com a comparação do DNA encontrado na vítima, foi possível comparar e confirmar que Lázaro Barbosa foi o autor do roubo seguido de estupro violento que ocorreu no dia 26 de abril”, diz a delegada Adriana Ramos.

Nem mesmo a morte de Lázaro trouxe paz aos moradores da região. Em Ceilândia, no DF, Águas Lindas e Cocalzinho em Goiás, o sentimento é o mesmo, medo da violência.

Na noite da última sexta, uma cabeça foi encontrada numa praça em Águas Lindas. A vítima foi um homem recém-saído do sistema prisional. Este nível de violência da região, faz com que os moradores sintam falta do grande efetivo policial utilizado durante as capturas do serial killer.