Brasil Urgente

Dois anos depois, polícia ainda busca assassino do ator Rafael Miguel

Paulo Cupertino está foragido e estaria fora do Brasil

Da Redação, com Brasil Urgente 09/06/2021 • 18:34 - Atualizado em 09/06/2021 • 18:40
Paulo Cupertino está foragido e estaria fora do Brasil
Paulo Cupertino está foragido e estaria fora do Brasil
Reprodução

Primeiro nome na lista de dos criminosos mais perigosos e procurados do Brasil, o réu Paulo Cupertino Matias, dois anos depois de matar o ator Rafael Miguel e os pais dele, continua foragido. As informações são do Brasil Urgente.

“Ele está com sorte, mas a sorte uma hora acaba”, resumiu Fábio Pinheiro Lopes, diretor do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa), da Polícia Civil de São Paulo.

O empresário assassinou a família porque não aceitava o namoro de Rafael Miguel com a filha Isabela Tibcherani, com 18 anos na época.

Cupertino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. O processo está em segredo de justiça.

O assassinato foi cometido em 9 de junho de 2019 na casa onde Isabela morava com a mãe, no bairro da Pedreira, zona sul da capital paulista. As duas não foram baleadas por Cupertino e sobreviveram.

Um laudo elaborado pela Polícia Técnico-Científica de São mostrou que o atirador disparou 13 vezes. Rafael foi atingido por sete tiros: um na cabeça, outro no peito, três nas costas e dois no braço esquerdo.

O pai dele foi baleado quatro vezes: uma no peito, duas no braço esquerdo e uma no braço direito. E a mãe, duas vezes: no peito e no ombro.

A polícia tem indícios de que, na fuga, Cupertino passou por oito cidades: Sorocaba (SP), Águas de São Pedro (SP), um município não informado de São Paulo, Campinas (SP), Jataizinho (PR), Ponta Porã (MS), Eldorado (MS) e Liberación (Paraguai).

“A gente não cessa de ter diligências, de estar sempre atrás dele. O que dificulta é que ele não está no Brasil”, reconheceu Fábio Pinheiro Lopes, do DHPP. “A gente tem até mais um ou menos uma ideia de onde ele esteja. Mas é complicado, porque já computa outros problemas.”

  • Rafael Miguel
  • Brasil Urgente
  • Paulo Cupertino