Brasil Urgente

Funkeiro morre após ser atingido durante troca de tiros entre criminosos e PM

MC Makalezinho chegou a ser socorrido, mas não resistiu; outro suspeito foi atingido e levado ao hospital

Da redação

MC Makalezinho foi morto durante confronto entre traficantes e policiais
MC Makalezinho foi morto durante confronto entre traficantes e policiais
Reprodução/Brasil Urgente

Uma operação da Polícia Militar contra o tráfico de drogas terminou com a morte do MC Makalezinho, nome artístico de Natan Silveira Dos Santos, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. O caso ocorreu na manhã desta sexta-feira (1º). 

Segundo a PM, dois policiais do BAEP entraram em confronto durante operação em local que funcionava como ponto de comercialização de drogas.  Ao adentrar no local, os agentes avistaram cerca de 5 suspeitos que pareciam estar contribuindo com a venda de drogas.

Os policiais foram descendo em direção os suspeitos, momento que eles notaram que outra equipe vinha sentido contrário e que estavam cercados. Os suspeitos correram em direção os dois agentes, sendo que dois deles estavam armados.

Ao notar que os criminosos possuíam arma em punho, um dos agentes efetuou quatro disparos com um fuzil 762 e outro agente efetuou mais três disparos de pistola. O MC foi atingido e morreu no local, outro suspeito, identificado como Pedro Henrique Oliveira Teixeira, 34, também foi atingido, e descartou a arma que estava em sua posse. 

Ainda ao lado do corpo de Natan, foi encontrado uma mochila, que os agentes acreditam pertencer ao mesmo.  Dentro da mochila havia diversas porções de drogas. Durante diligências pela região, foram encontrados rádios comunicadores, dinheiro no interior de sacolas e aparelhos celulares caídos no solo.

Pedro, foi encaminhado ao PS UPA Santa Marcelina, onde segue hospitalizado. Após a troca de tiros, os agentes continuaram em incursão do ponto de partida, onde anteriormente haviam avistaram os cinco suspeitos, e encontraram algumas porções de drogas embaladas individualmente.

Os policiais informaram que na posse de Pedro Henrique, não foram encontradas drogas, embora ele estivesse na companhia de Natan em atividade típica de venda de drogas. 

Tópicos relacionados