Brasil Urgente

Homem morre baleado após manter esposa e filho reféns em São Paulo

Mulher ficou por mais de duas horas como refém do companheiro

Por Julia Sarmento

Homem morre baleado após manter esposa e filho reféns em São Paulo
Homem morre baleado após manter esposa e filho reféns em São Paulo
Reprodução
Topo

Um homem morreu baleado por policiais após manter esposa e filho reféns por mais de duas horas, em prédio no bairro de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O criminoso, de 45 anos, ameaçava a família com uma faca. Polícia Militar foi acionada após vizinhos ouvirem gritos e pedidos de socorro em apartamento no sexto andar.

Além do casal, o filho dos dois, uma criança, também estava no local e foi a primeira que conseguiu sair da situação. Os policiais militares conseguiram entrar no apartamento, e rapidamente, libertaram a criança, que foi para a casa de vizinhos. O homem estava fazendo a mulher refém dentro de um quarto. Ele a todo momento apontava a faca na direção da barriga e do pescoço da vítima.

O tenente da PM, Diego Garcia, contou à reportagem do Brasil Urgente que o homem estava altamente nervoso e alterado. A polícia manteve contato direto com o homem, tentando convencê-lo a desistir da ação, mas segundo Diego, ele estava irredutível. 

Com isso, os policiais do GATE foram acionados. Os agentes conseguiram entrar no apartamento e por duas horas negociaram com o suspeito. Até mesmo um atirador de sniper chegou a ser posicionado.

Porém, foram os policiais que estavam dentro do imóvel que atiraram duas vezes contra o homem. Os disparos foram efetuados após o criminoso puxar a faca para mais próximo da vítima.

Segundo os policiais, o homem se manteve irredutível durante toda a ocorrência. Ele chegou a afirmar que estava sob o efeito de drogas. Além disso, o criminoso ainda afirmava que mataria a mulher e em seguida tentaria tirar a própria vida.

A vítima foi socorrida sem ferimentos e levada em estado de choque para um hospital. O homem morreu no local. Ele foi reconhecido como André Luiz Nogueira Alves. As primeiras informações apontam que o casal teria tido uma discussão pouco antes do criminoso manter a mulher refém.

André já tinha passagem na polícia por violência doméstica e chegou a ser preso em flagrante pelo crime. O caso foi registrado pelo 14 DP, responsável pela área, mas encaminhado para o DHPP.

Receba as principais notícias e vídeos da Band via WhatsApp; veja passo a passo

Tópicos relacionados