Brasil Urgente

Polícia Civil investiga denúncia de maus-tratos a bebês em escola

Imagens que circulam em redes sociais mostram bebês chorando e amarrados com os braços presos

Clara Nery 15/03/2022 • 19:01 - Atualizado em 25/04/2022 • 17:25

A polícia civil investiga uma escola infantil particular na zona leste de São Paulo por suspeita de maus-tratos à crianças.

Vídeos que circulam em redes sociais mostram pelo menos quatro crianças chorando e amarradas com os braços presos por panos. 

A polícia civil confirmou que os vídeos foram feitos dentro da unidade educacional. Os investigadores tentam identificar quem fez a gravação.

Além do crime de maus-tratos, a escola também é investigada por suspeita de submissão de crianças a vexame ou constrangimento.

A reportagem do Brasil Urgente foi até a unidade da escola procurar o responsável ou a diretora, mas ninguém atendeu.

O local, que atende crianças de 1 a 6 anos, foi alvo de uma manifestação de país e familiares, que penduraram os uniformes dos alunos em frente à escola pedindo por Justiça.

Após a abertura do inquérito, a polícia civil apreendeu os lençóis que teriam sido utilizados para amarrar as crianças. O celular da diretora também foi retido.

Os país e responsáveis dos alunos receberam um comunicado sobre a suspensão temporária das atividades. Segundo a instituição de ensino, nos últimos dias foram feitas acusações infundadas e absurdas sobre o tratamento que é dado às crianças. 

O comunicado termina dizendo que após as investigações tudo será esclarecido e havendo culpados, estes serão processados, assim como outros que levantaram calúnias, difamações e injúrias contra a escola e seus colaboradores.