Brasil Urgente

Polícia procura caseiro suspeito de matar três pessoas no interior de Goiás

Wanderson Mota Protácio trabalhava em fazenda na cidade de Corumbá de Goiás

Lucas Moreira, do Brasil Urgente 30/11/2021 • 17:28

As autoridades de Goiás procuram pelo caseiro Wanderson Mota Protácio, suspeito de ter cometido três assassinatos no último domingo (28). Os crimes ocorreram em Corumbá de Goiás, cidade a cerca de 120 km ao norte de Goiânia.

Wanderson, 21 anos, trabalhava como caseiro de uma fazenda ao lado da família. Após uma discussão, ele teria matado a facadas a própria companheira, Ranielle Aranha Figueiro, de 21 anos, que estava grávida, e a filha dela, Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos.

Depois disso, foi até a sede da propriedade rural e furtou um revolver que estava escondido. Armado, foi até uma fazenda vizinha e matou o dono, Roberto Clemente de Matos, de 73 anos. A mulher de Roberto também foi baleada, mas sobreviveu.

Wanderson havia sido contratado há poucos meses pelo proprietário da fazenda onde trabalhava. Segundo a filha do dono do local, identificada como Hélia, o caseiro chegou ao local após indicação.

“Nos estravamos procurando uma pessoa pata trabalhar aqui, e aí falaram que esse rapaz estava com vontade de ficar aqui mais perto da sogra, que mora em Corumbá (GO)”, disse. “Aí nós contratamos. Ele estava até em experiência, ele tinha menos de 30 dias aqui”, acrescentou.

Segundo ela, Wanderson chegou a ficar sozinho em casa com a mulher. Foi quando teria procurado e encontrado a arma, dentro de uma gaveta, sob várias pastas.

“O meu pai mora aqui, e meu marido, aposentado, fica mais vezes aqui. Só que nós tivemos que nos ausentar por um casamento por uma semana. Eles ficaram com a chave da sede porque tinha que limpar a casa. Um dos contratos era a mulher limpar a casa”, disse Hélia.

“Nós que moramos aqui nem sabíamos onde estava essa arma. É uma arma antiga que meu pai tem, que guarda, que não é usada para nada. Para ele saber onde estava é porque ele aproveitou esse momento, essa semana, para procurar as coisas.”

Wanderson Mota Protácio estaria escondido na zona rural de Corumbá de Goiás. As buscas acontecem também em cidades vizinhas, como Abadiânia e Alexânia. Pelo menos 50 policiais participam da caçada.