Brasil Urgente

Quadrilha armada assalta joalheria no litoral de São Paulo

Mais de 140 anéis e 100 pares de brincos foram levados na ação, entre outros itens

Giovanna de Boer 12/01/2022 • 17:45 - Atualizado em 12/01/2022 • 17:50
Mais de 140 anéis e 100 pares de brincos foram levados na ação, entre outros itens
Mais de 140 anéis e 100 pares de brincos foram levados na ação, entre outros itens
Reprodução

Uma quadrilha armada invadiu nesta terça-feira (11) uma joalheria do Guarujá, cidade no litoral de São Paulo, para um assalto. No crime, centenas de joias foram levadas.

A ocorrência foi registrada por câmeras de segurança. Era por volta das 13h e o comércio estava cheio. No balcão, clientes estavam à procura de relógios, correntes e anéis.

As câmeras mostram um homem de boné para trás, que se aproxima de uma atendente e finge ser mais um cliente. Na verdade, era um assaltante.

O homem então se afastou, sacou a arma que estava na cintura e anunciou o assalto. Imediatamente, funcionários colocaram as mãos para cima da cabeça. Alguns clientes conseguiram deixar a loja.

Um comparsa chegou já com a arma em punho e assustou os trabalhadores. Ele então guardou o revolver na cintura e começou a roubar objetos de valor.

Um terceiro integrante do bando entrou na joalheira e partiu para o balcão atrás de joias.

Enquanto os três homens faziam a limpa, mais integrantes da quadrilha se aproximavam. Os bandidos quebraram os vidros das vitrines e continuaram roubando tudo que conseguiam colocar dentro de mochilas. Na fuga, um dos bandidos ainda deu tiros para cima.

“Chegou ao conhecimento da equipe lá, através de uma transeunte, que estava ocorrendo um roubo dentro da joalheria citada”, informou Anderson Racca, subcomandante da GCM (Guarda Civil Municipal) do Guarujá.

“A equipe se deslocou até o local. Uma esquina antes do local, já se deparou com dois indivíduos que corriam com armas em punho. Quando avisaram a viatura, começaram a deflagrar disparos contra a equipe”, completou.

Segundo informações policiais, a quadrilha formada por cinco integrantes conseguiu mais de 140 anéis e 100 pares de brincos, além também de correntes, pulseiras, alianças e oito relógios inteligentes.

“As investigações estão muito bem adiantadas. Nos próximos dias chegaremos a todos eles. Um já foi identificado, suspeito. Estamos na busca para prendê-lo”, informou o subcomandante Racca.