Brasil Urgente

Policial é baleado em Goiás durante cerco a serial killer do DF

Lázaro Barbosa de Sousa foi cercado em um milharal em Cocalzinho de Goiás

Da Redação, com Brasil Urgente 15/06/2021 • 17:10 - Atualizado em 16/06/2021 • 17:45
Lázaro Barbosa de Sousa foi cercado em um milharal em Cocalzinho de Goiás
Lázaro Barbosa de Sousa foi cercado em um milharal em Cocalzinho de Goiás
Reprodução

Um policial militar foi baleado nesta terça-feira (15) durante o cerco a Lázaro Barbosa de Sousa, procurado em Goiás e no Distrito Federal pelas mortes de quatro pessoas da mesma família em Ceilândia (DF). As informações são do Brasil Urgente.

Lázaro, de 32 anos, foi cercado em um milharal em Edilândia, povoado de Cocalzinho de Goiás, município no Entorno de Brasília. Durante uma troca de tiros, ele disparou e atingiu o rosto de um sargento da Polícia Militar.

A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros local. O policial foi levado a uma unidade de saúde em Anápolis (GO) para receber atendimento.

No momento, Lázaro tinha três reféns. Ao ser avistado, iniciou uma troca de tiros. Por fim, abandonou os reféns e conseguiu fugir.

À reportagem, o delegado Rafael Seixas, da 24ª Delegacia de Polícia de Ceilândia (DF), informou que policiais civis e militares seguem em busca de Lázaro. No entanto, evitou dar informações detalhadas.

“(As buscas) estão ocorrendo no estado de Goiás, com a cooperação das forças de segurança do Distrito Federal - nossa Polícia Civil, Polícia Militar. Eu não tenho autorização para falar sobre as buscas propriamente ditas, embora nós estejamos participando, até por uma questão de estratégia das buscas em relação ao alvo, ao Lázaro, e a questão também de estar sendo desenvolvida por outra unidade da federação”, explicou.

Apesar do sigilo, o delegado confirmou que Lázaro está foragido desde 2016, condenado também por crimes na Bahia. Ele descreveu o suspeito como uma pessoa “de alta periculosidade”.

“Realmente ele é audacioso. Eu entrevistei parentes dele, tive contato com ele, fui até a residência na qual ele estava antes de fugir, apreendi munições lá de pistola. A informação que a gente tem é de que realmente ele falou que não vai se entregar e vai reagir a todo instante. Ele é um sujeito realmente de alta periculosidade”, completou.

  • Serial killer
  • DF
  • GO