Notícias

Após velório, corpo de Bruno Covas é levado em cortejo por São Paulo

Cerimônia foi restrita a amigos e familiares, mas populares se despediram nas ruas

Da Redação, com BandNews TV 16/05/2021 • 14:38 - Atualizado em 16/05/2021 • 15:32

Uma missa de corpo presente em homenagem a Bruno Covas foi realizada na tarde deste domingo (16) na sede da prefeitura de São Paulo.

A cerimônia de despedida do prefeito foi presidida pelo padre Rosalvino Morán Viñayo, da Obra Social Dom Bosco, e durou cerca de uma hora.

Poucos familiares e amigos tiveram a entrada autorizada no velório no Edifício Matarazzo por causa dos protocolos de saúde para evitar a contaminação do coronavírus. Saiba mais no vídeo abaixo:

A população aplaudiu a passagem do carro funerário no Viaduto do Chá, a caminho da sede da prefeitura antes do velório. Ao término da cerimônia, o filho único do prefeito, Tomás, de 15 anos, ajudou a levar o caixão ao carro do Corpo de Bombeiros

Após o velório, o corpo de Bruno Covas percorreu as principais vias de São Paulo em um cortejo que passou por Edifício Matarazzo, Viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo, Rua Conselheiro Crispiniano, Largo Paissandu, Avenidas São João e Ipiranga, Rua da Consolação, o Túnel José Roberto Fanganiello Melhem, Praça Oswaldo Cruz e Avenida Paulista. 

Populares aplaudiram e acenaram para o carro dos bombeiros durante o cortejo. A maior concentração foi na Paulista, com apoiadores balançando bandeiras em despedida ao prefeito. 


Após o cortejo, o corpo de Bruno Covas seguiu para Santos, sua cidade natal, onde o prefeito será enterrado ainda hoje em cerimônia restrita no jazigo da família no Cemitério Paquetá.

Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o comboio terá acompanhamento da Polícia Militar Rodoviária.

O trajeto será pela Rodovia dos Imigrantes, até a Interligação Planalto, completando pelo trecho de serra da Via Anchieta, que será interditado durante a passagem do cortejo. 

A mensagem "Obrigado, Bruno Covas!" será exibida nos painéis eletrônicos das rodovias que dão acesso à Grande São Paulo e também à Baixada Santista.

Bruno Covas morreu neste domingo, às 8h20, no Hospital Sírio-Libanês, vítima de um câncer.

  • bruno covas