Notícias

Carlos Bolsonaro quer proibir atletas trans em competições do sexo biológico oposto

Primeira trans a competir na Liga Nacional de Vôlei é citada como justificativa para o projeto de lei

Gustavo Sleman, da BandNews FM Rio 17/09/2021 • 16:57 - Atualizado em 17/09/2021 • 18:10
Projeto de lei foi protolocado na Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Projeto de lei foi protolocado na Câmara Municipal do Rio de Janeiro
CMRJ

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) apresentou um projeto de lei na Câmara Municipal que propõe a proibição da participação de atletas trans em competições esportivas no Rio de Janeiro, no caso de o esportista querer disputar a categoria oposta à do sexo biológico.

Segundo o texto já protocolado, os organizadores de eventos esportivos na capital fluminense teriam que preencher um termo de declaração confirmando não haver competidores inscritos nessa condição.

Em caso de descumprimento, o PL prevê uma multa de R$ 10 mil e a revogação da licença do torneio. Instituições que recebam algum tipo de subvenção do município também ficariam proibidas de inscrição de atletas transgêneros.

A jogadora de vôlei Tiffany Abreu, a primeira trans a competir na Liga Nacional de Vôlei, é citada por Carlos Bolsonaro como justificativa para o projeto de lei.

Segundo o parlamentar, não se trata de uma problematização, mas uma forma de evitar que surja um grupo de meninas e mulheres "frustradas e ejetadas" do campo esportivo.