Notícias

Celulares são achados com Daniel Silveira; Câmara vota caso nesta sexta

Da Redação, com Band Notícias 18/02/2021 • 22:22 - Atualizado em 18/02/2021 • 22:23
Daniel Silveira, deputado federal do PSL
Daniel Silveira, deputado federal do PSL
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) chegou ao batalhão prisional da Policia Militar, em Niterói, pouco depois das 19h desta quinta-feira (18). A transferência foi determinada pouco antes, na audiência de custódia que manteve a prisão do parlamentar. O juiz considerou o local mais adequado para receber o deputado.

O parlamentar deixou a Superintendência da Polícia Federal no início da noite, sem algemas, acenou para apoiadores e não falou com a imprensa.

Mais cedo foram apreendidos dois aparelhos de celulares na sala em que Daniel Silveira estava preso. Um inquérito foi aberto pela PF para apurar o fato.

A defesa disse que o deputado considera o processo todo ilegal e que, portanto, acreditava que poderia ficar com os aparelhos.

Caso na Câmara

Em Brasília, a Câmara dos deputados definiu que vai discutir a prisão de Daniel Silveira em plenário em sessão nesta sexta-feira, a partir das 17h.

A Câmara se reúne para votar se mantém ou derruba a prisão do deputado do PSL. O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) foi designado como relator do caso.

A Constituição prevê que a palavra final cabe ao Congresso. São necessários 257 votos na Câmara para manter a prisão determinada pelo STF.

A expectativa em Brasília é que a maioria dos deputados vote para manter Daniel preso.

Ao menos sete partidos já apresentaram pedidos de investigação contra Daniel Silveira no conselho de ética, o que pode resultar em cassação do mandato.

  • daniel silveira
  • stf
  • câmara