Notícias

Conheça os sintomas da leucoplasia na garganta, lesão operada por Lula

Presidente eleito foi diagnosticado com lesões na laringe por conta do esforço vocal

Larissa Mauricio

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu alta na manhã de segunda-feira (21), após ser internado para a retirada de uma leucoplasia na garganta - lesão nas cordas vocais causada pelo uso excessivo da voz.

O petista deu entrada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, no domingo (20), e foi liberado depois que a equipe médica não identificou outros problemas de saúde. Antes de embarcar para a COP27 no Egito, no dia 12 de novembro, Lula foi diagnosticado com lesões na laringe por conta do esforço vocal. 

O presidente eleito já teve um tumor na laringe e a volta de lesões nas cordas vocais preocupou a equipe médica. No entanto, o retorno do câncer na laringe foi descartado, e Lula passa bem. Mas, afinal, o que é e quais são os sintomas da leucoplasia na garganta?

O que é leucoplasia na garganta?

Segundo o Ministério da Saúde, leucoplasias são lesões em forma de placas ou manchas esbranquiçadas que se apresentam na mucosa da boca, podendo surgir também na gengiva ou nas bochechas. A condição é mais frequente em homens acima dos 50 anos.

Geralmente indolores, as manchas costumam ser o primeiro sinal de algo que vai errado com a saúde bucal e são diagnosticadas em exames de rotina com o dentista ou otorrinolaringologista.

As leucoplasias podem aparecer em mais de um local ou em grande quantidade concentrada em uma região. Quando atingem a laringe, as manchas se formam nas pregas vocais e atrapalham a fala, causando um desgaste mais rápido das cordas vocais e rouquidão.

A lesão não é decorrente nem atribuída a nenhuma doença específica, ou seja, aparece como uma forma do corpo sinalizar de que há algum problema com a saúde bucal, sem necessariamente indicar uma doença. Pessoas com o sistema imunológico afetado, por exemplo, podem ter leucoplasias.

Quais são os sintomas da leucoplasia?

A rouquidão persistente é um dos principais sintomas de que há lesões na laringe que dificultam a fala. Além disso, a presença das manchas na região bucal (bochechas, gengivas e céu da boca) pode ser sentida com a língua. Nesses casos, é imprescindível procurar um médico para que o diagnóstico correto seja feito.

Ainda que indolores, em alguns casos a presença de leucoplasias pode indicar um tumor maligno - o que foi descartado no presidente eleito Lula. Em sua maioria, as manchas são brancas e lisas. Tosses, pigarros e dores de gargantas também podem surgir como sintomas da leucoplasia.

Manchas cinzas ou vermelhas ásperas e com formatos irregulares requerem mais atenção, pois, segundo o Ministério da Saúde, são indicativas de lesões pré-cancerígenas. Especialistas apontam que o excesso de tabaco, bebidas alcoólicas, deficiência de vitaminas e problemas gastrointestinais, como o refluxo, também estão associados ao surgimento das lesões bucais. 

Qual é o tratamento da leucoplasia?

A cirurgia feita por Lula não é recomendada para todos os casos, somente para aqueles em que as lesões já estão avançadas e devem ser removidas de imediato para uma melhor resposta do corpo. Após a cirurgia, é feita uma biópsia para identificar se a lesão é maligna ou benigna.

A maioria dos casos, porém, não requer intervenção cirúrgica. É possível tratar leucoplasia com o uso de medicamentos tópicos, como pomadas específicas para a região bucal, e medicamentos antivirais, caso as lesões sejam decorrentes de infecções por vírus que acometem a garganta.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais