Notícias

CPI investiga se diretor da Precisa esteve em Las Vegas com Flávio Bolsonaro

Danilo Trento confirmou em sessão que foi aos EUA, mas se negou a informar motivo

Erick Mota, do BandNews TV 23/09/2021 • 17:06 - Atualizado em 23/09/2021 • 17:25

Os senadores da CPI da Pandemia investigam se o empresário Danilo Trento, diretor institucional da Precisa Medicamentos, viajou para Las Vegas na comitiva de senadores que esteve na cidade americana, incluindo o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ).

Trento confirmou na sessão desta quinta-feira (23) que esteve em Las Vegas, mas ficou em silêncio ao ser perguntado sobre o motivo e se estava com os senadores que fizerem viagem oficial para a cidade norte-americana, em janeiro de 2020. A comitiva viajou aos Estados Unidos com diárias pagas pelo Senado Federal.

A comissão acredita que o empresário esteve em Las Vegas com o filho do presidente, o que mostraria que os dois eram próximos. Trento disse que participou de eventos com o senador, mas negou qualquer relação pessoal com ele.

Com decisão do STF para não responder perguntas que pudessem incriminá-lo, Trento negou interferência do presidente Jair Bolsonaro ou do líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR) para a aquisição da vacina indiana Covaxin.

As suspeitas no contrato da Covaxin foram levantadas após os irmãos Miranda alegarem pressões para a assinatura da compra de 20 milhões de doses do imunizante indiano, comprados ao custo de R$ 1,6 bilhão - o contrato acabou cancelado.

A Comissão também investiga o fato de Trento ser sócio da empresa Primarcial Holding e Participações, que tem sede em São Paulo e coincidentemente no mesmo endereço da empresa Primares Holding e Participações, que tem Maximiano como sócio principal.

Ao fim da sessão, a CPI aprovou a quebra de sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático da Barão Turismo, que prestou diversos serviços à Precisa. 

  • Política
  • Brasil