Notícias

Daniel Silveira volta a ser preso

Deputado teria violado o monitoramento por tornozeleira eletrônica ao menos 30 vezes

Isabele Rangel 24/06/2021 • 16:43

O deputado Federal Daniel Silveira (PTB-RJ) voltou a ser preso na tarde desta quinta-feira (24). Ele foi localizado pela Polícia Federal em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

A decisão sobre a prisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Segundo o ministro, o parlamentar foi preso "após reiterado desrespeito às medidas restritivas impostas".  

Segundo a Procuradoria-Geral da República, Silveira cometeu 30 violações relacionadas à falta de carga na bateria da tornozeleira, à área de inclusão e ao rompimento da cinta.

Diante do informado, Moraes abriu um novo inquérito contra o deputado em 10 de junho por desobediência judicial no cumprimento de medidas cautelares e estabeleceu uma fiança de R$ 100 mil, que não foi paga. 

Daniel Silveira será levado para o Instituto Médico Legal, onde fará exame de corpo delito. Depois, seguirá para Batalhão Especial Prisional da PM. 

Em nota, a defesa do parlamentar informou que Daniel é um preso político. Ainda segundo o texto, o caso deve ser tratado nos organismos internacionais de defesa aos direitos humanos. A declaração é assinada pelo advogado André Rios.

O parlamentar foi preso em fevereiro após publicar um vídeo apoiando o AI-5 e incitando a violência contra os ministros do STF.

A prisão de Daniel Silveira foi decretada e referendada por unanimidade pelo plenário do tribunal. 

Daniel Silveira foi eleito pela primeira vez em 2018 e se envolveu em polêmicas desde a campanha. Ele participou de um ato em que uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco foi quebrada.  

  • Daniel Silveira