Notícias

Daniel Silveira admite ficou com seus celulares mesmo após prisão

Da Redação, com BandNews FM 26/02/2021 • 16:01 - Atualizado em 26/02/2021 • 20:43

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) admitiu, em depoimento nesta sexta-feira (26), que sempre esteve com os dois celulares mesmo após detido na sede da Policia Federal no Rio de Janeiro. As informações são da BandNews FM.

No depoimento de uma hora e meia, Silveira admitiu que é o dono dos dois celulares encontrados com ele no prédio da Polícia Federal. O deputado disse até que fez uma ligação enquanto estava detido.

O parlamentar ainda que era autorizado a circular no prédio da PF. 

O advogado Maurizio Spinelli diz ainda que o parlamentar não recebeu nenhum pedido para que entregar os aparelhos aos agentes. A versão apresentada nesta sexta-feira (26) contradiz a declaração de André Rios, outro advogado de Silveira, que afirmou não saber de quem eram os celulares apreendidos pela PF e como foram parar onde o deputado estava detido.

O Ministério Público Federal pediu que a PF envie uma lista com os nomes dos agentes e funcionários terceirizados que tiveram contato com o parlamentar dentro da superintendência. As gravações das câmeras do circuito interno também foram solicitadas. 

A Polícia Federal informou que o deputado foi revistado e não portava nenhum celular, mas vai apurar os fatos. 

Daniel Silveira está preso desde a última terça-feira (16) após determinação do STF e votação no plenário da Câmara. Ele é acusado de fazer apologia à ditadura e ameaçar ministros do Supremo em vídeo publicado na internet e fazer apologia ao AI-5 e à ditadura militar. Atualmente, ele está no Batalhão Especial Prisional, na Região Metropolitana do Rio.

Mulher de Silveira recebeu auxílio emergencial 

A mulher de Daniel Silveira, Paola Silva, também apareceu nas manchetes após ser revelado que ela recebeu parcelas do auxílio emergencial irregularmente enquanto trabalhava no instituto de pesquisas Jardim Botânico, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.  

Ela não foi localizada e a defesa do deputado não quis comentar a denúncia.

  • daniel silveira
  • stf
  • polpicia federal