Notícias

Distrito Federal está preparado para adotar medidas ainda mais duras, diz governador Ibaneis Rocha

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 26/02/2021 • 11:13
Distrito Federal está preparado para adotar medidas ainda mais duras, diz governador Ibaneis Rocha
Distrito Federal está preparado para adotar medidas ainda mais duras, diz governador Ibaneis Rocha
Renato Alves/Agência Brasília

O Distrito Federal está preparado para adotar medidas ainda mais duras no combate à pandemia, afirmou o governador Ibaneis Rocha. A partir desta próxima segunda-feira (01), entre 20h e 5h, será permitido apenas o funcionamento dos serviços essenciais.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, no Jornal Gente, o governador disse que o lockdown é necessário por causa da ocupação recorde das UTIs. 

“Nós chegamos a um nível de 92% de UTIs ocupadas, o que nos preocupa. Nós precisamos ganhar um determinado tempo na abertura de novas UTIs evitando um colapso do sistema de saúde. A medida se fez necessária e é melhor que seja dessa maneira pois impacta menos o comércio, que vai ficar aberto durante o dia, e a gente consegue manter um nível entre economia e saúde e os dois se sustentando”, disse. 

Outro fator levado em conta para a decretação do lockdown noturno no Distrito Federal é a transmissão mais rápida do vírus neste momento.

Ibaneis Rocha espera que as pessoas voltem a se cuidar com mais rigor, usando a máscara e evitando aglomerações, e não descarta ampliar as restrições.

“A previsão é que a gente consiga interromper, ainda mais no grupo jovem, por conta do fechamento nesses horários. Se houver necessidade do agravamento tenho toda condição de fazer, já fiz há um ano atrás quando houve necessidade, e podemos voltar a fazer. Não queremos fazer realmente pois o impacto na economia é muito grande, mas enquanto não tivermos uma vacinação maior que garanta uma imunidade nas pessoas, infelizmente as medidas continuarão a ocorrer”, disse. 

Desde o início da pandemia, há um ano, o Distrito Federal já teve 294 mil casos de coronavírus. Desse total, foram 4.805 óbitos, e 282 mil pessoas se recuperaram, inclusive o próprio governador.

  • Distrito Federal
  • medidas
  • lockdown
  • Ibaneis Rocha