Notícias

Eduardo Paes diz que vai revogar medida que libera público em estádios no Rio de Janeiro

Da Redação, com BandNews FM 13/01/2021 • 08:50 - Atualizado em 13/01/2021 • 08:55
Eduardo Paes diz que vai revogar medida que libera público em estádios no Rio de Janeiro
Eduardo Paes diz que vai revogar medida que libera público em estádios no Rio de Janeiro
Érica Ramalho/Governo do Rio de Janeiro

Após o anúncio, no Diário Oficial do município do Rio, de que a presença do público em estádios e ginásios esportivos estaria autorizada, o prefeito da cidade, Eduardo Paes, volta atrás e diz que vai revogar a medida. As informações são da Andrezza Buzzani e Christiano Pinho, da BandNews FM

Pela internet, Paes justificou que a ocupação mínima estaria tecnicamente correta de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, mas considerou que seria praticamente impossível fazer a fiscalização.

A permissão era uma das novidades anunciadas junto às mudanças nas medidas restritivas para a cidade, publicadas no Diário Oficial do município nesta quarta-feira, 13.

A partir de agora, as restrições vão ser estabelecidas por regiões administrativas do Rio, de acordo com os três níveis de classificação de risco de contaminação pela Covid-19, como divulgado na sexta-feira passada, 08.

Nas regiões com nível Moderado, o de menor gravidade da escala, o limite de público nos estádios seria de 20% da capacidade máxima. Já no nível Alto, apenas 10%, e, quando o risco estivesse Muito Alto, não vai seria permitida a presença de torcida.

Na prática, para os jogos de futebol, a medida só valeria para o Campeonato Carioca, já que a CBF e a Conmebol definiram que o Brasileirão e a final da Libertadores, no Maracanã, não vão ter presença de público.

De acordo com o último boletim divulgado pela prefeitura, 18, das 33 regiões administrativas da cidade, estão na faixa de risco Alto de contaminação pela doença. Quinze estão em situação Moderada e nenhuma está no nível Muito Alto.

Os estabelecimentos comerciais, industriais e de prestação de serviços vão ter restrições específicas de acordo o nível de risco da região administrativa de onde estão localizados.

Em todos os casos, medidas permanentes, como higienização de mãos, uso de máscara e distanciamento, devem ser respeitadas. Áreas que estiverem no nível Muito Alto vão ter as medidas restritivas mais severas.

Nessa última classificação, shoppings só vão poder funcionar para serviço de entrega em domicílio, boates não vão poder abrir, assim como atividades de entretenimento em ambientes fechados, como visitas à museus, clubes e parques temáticos vão ser proibidas.

Ainda do nível Muito Alto, ambulantes e feirantes não vão ter autorização para exercer atividades em área pública. Conferências, convenções e feiras comerciais também não vão estar permitidas nesses casos.

  • estádios
  • Rio de Janeiro
  • público