Notícias

Kamala Harris fala em união após 11 de setembro e prega respeito aos muçulmanos

Vice-presidente dos Estados Unidos discursou durante cerimônia que marcou os 20 anos do atentado

da Redação com BandNews TV 11/09/2021 • 14:34 - Atualizado em 11/09/2021 • 14:37
Kamala Harris, vice-presidente dos EUA
Kamala Harris, vice-presidente dos EUA
Office of Attorney General Kamala Harris

Em discurso neste sábado (11) durante a cerimônia que marcou os 20 anos dos ataques terroristas do dia 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, a vice-presidente Kamala Harris pregou a união entre todos os norte-americanos e o respeito à diversidade, destacando os muçulmanos, que sofreram com o aumento da xenofobia no país após os atentados. 

O discurso aconteceu na Pensilvânia, onde, logo depois dos ataques ao World Trade Center e ao Pentágono, um quarto avião - o voo 93, que tinha como alvo o Capitólio, Parlamento estadunidense - foi derrubado em um campo vazio matando 44 passageiros e tripulantes. 

Vídeo: EUA homenageiam vítimas

“É uma honra estar aqui. Estamos acompanhados de famílias e amigos de pessoas que morreram naquele avião. Gostaria de dizer a todos que sofreram nos últimos 20 anos que pensamos em vocês todos os dias, todas as semanas, todos os meses. Saibam que seu país está com vocês”, disse Kamala. 

De acordo com a vice-presidente, aquele local foi “santificado pelo sacrifício daquelas pessoas, para honrar o heroísmo que aqueles passageiros mostraram frente a um grande terror”.

Neste dia triste de lembranças, temos que olhar para o passado e para o futuro. Eles estavam lutando por isso, pelo nosso futuro.

“Os dias que seguiram o 11 de setembro de 2001 nos lembraram de que a união é possível nos EUA. De que a unidade é imperativa no país. E , por unidade, não digo uniformidade. Temos diferenças e acredito que, nos Estados unidos, nossa diversidade é nossa força. Nós vimos como o medo pode ser usado para dividir uma nação. Vimos muçulmanos sendo alvo pelo que vestem. O espírito da nossa nação também se levanta em solidariedade a qualquer povo, contra qualquer discriminação", completou.

Kamala concluiu o pronunciamento dizendo que os norte-americanos precisam ficar unidos, inclusive, para que se mantenham “a salvos" frente a novas ameaças. 

“Os tripulantes daquele voo não se conheciam, sabemos disso. Eram de lugares diferentes, eram pessoas diferentes que pegaram o mesmo voo por diferentes razões. Mas isso não os separou. Eles focaram no que os unia: na humanidade que compartilhamos. Devemos honrá-los continuando juntos.”

  • 11 de setembro
  • Kamala Harris