Notícias

Escolha de Kassio Nunes Marques provocou “surpresa”, afirma Marco Aurélio Mello

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 02/10/2020 • 11:17 - Atualizado em 02/10/2020 • 11:38
O ministro Marco Aurelio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal)
O ministro Marco Aurelio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal)
Divulgação / STF

Marco Aurélio Mello admitiu nesta sexta-feira, 02, que a escolha de Kassio Nunes Marques provocou “surpresa” no Supremo. Confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro, a indicação foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial. Historicamente, a definição costuma demorar, mas a agilidade nessa troca chamou atenção.

Em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, no Jornal Gente, o ministro Marco Aurélio disse não conhecer o trabalho jurídico de Kassio Nunes Marques. Ele ponderou, no entanto, que o fato do indicado vir de um tribunal regional não é inédito.

“Não há desconforto, o que há é surpresa. Não conheço o colega pelo trabalho jurídico de julgador desenvolvido. Nós temos precedente de indicação para o Supremo de juiz do Regional. Cito o exemplo da Ministra Ellen Gracie. 

Nascido em Teresina, Kassio Nunes Marques tem 48 anos e é formado pela Universidade Federal do Piauí. Fez mestrado em direito constitucional pela Universidade Autônoma de Lisboa, em Portugal.

O doutorado também foi concluído na Europa, na Universidade de Salamanca, na Espanha. Ele entrou para o Tribunal Regional Federal da 1ª região em 2011 na cota de vagas para profissionais da advocacia.

Na opinião de Marco Aurelio Mello, a larga experiência no TRF credencia Kassio Nunes Marques para o Supremo. “Integrar o Regional Federal o credencia para o Supremo. Agora é interessante porque a tradição revela que a indicação ocorre após a existência da vaga, mas como se tem atos sequenciais, talvez o Presidente da República tenha querido ganhar tempo”

Para assumir a vaga que será aberta pela saída de Celso de Mello, Kassio Nunes Marques terá que ser aprovado pelo Senado.

Assista a entrevista na íntegra: