Notícias

Excesso de velocidade e consumo de álcool estão entre as principais causas de acidentes em Curitiba

O levantamento foi feito pelo Batalhão de Polícia de Trânsito da capital paranaense

Leonardo Gomes, da BandNews FM 23/09/2021 • 14:28 - Atualizado em 23/09/2021 • 15:37
Excesso de velocidade e consumo de álcool estão entre as principais causas de acidentes na capital paranaense
Excesso de velocidade e consumo de álcool estão entre as principais causas de acidentes na capital paranaense
Ari Dias/AEN

Nos primeiros seis meses deste ano, Curitiba somou 2.267 acidentes, segundo o levantamento do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). A velocidade inadequada praticada pelos motoristas está entre as principais causas das ocorrências.

A análise, feita pela comissão de análise de dados do Programa Vida no Trânsito (PVT), mostra que a velocidade ocupou o segundo lugar entre os principais fatores que levaram aos acidentes fatais, atrás do fator álcool na direção.

Para o arquiteto, urbanista e professor universitário, Carlos Hardt (RAR-D-T), a redução de velocidade dentro dos centros urbanos é uma tendência mundial e proporciona maior harmonia no trânsito.

“Vocês são os componentes do sistema, todo esse sistema existe por conta de vocês. Para o bem e para o mal. É por intermédio do uso do sistema, por meio de cada um dos cidadãos que ele será mais ou menos efetivo, mais os menos agressivo, mais ou menos amigável.”

O relatório do PVT comprovou ainda que o desrespeito à sinalização foi a principal conduta entre os motoristas envolvidos nos acidentes com morte daquele ano. Dados preliminares de 2020 apontam para a mesma evidência. Entre os anos de 2012 e 2019 a velocidade excessiva ou inadequada foi apontada como fator contributivo em aproximadamente um quarto dos acidentes.

“A questão de trânsito não uma questão que se resolve num prazo muito curto. Claro que tem ações de curto prazo, sempre, mas você precisa ter um planejamento de médio/longo prazo. Uma cidade metropolitana, ela já tem um porte que exige, primeiro, planejamento; segundo ações integradas e planejadas. Tudo é importante.” finalizou.

Em março, Curitiba iniciou a transição para adotar como padrão a velocidade máxima de 50 km/h nas ruas e avenidas da capital. A mudança foi iniciada ainda em 2020. Segundo a prefeitura, o objetivo da mudança é reduzir a gravidade dos acidentes e organizar o trânsito.

  • Curitiba
  • Trânsito
  • Acidentes
  • Estudo