Notícias

EUA admitem erro em ataque que matou 10 civis no Afeganistão

Entre as vítimas de ação com drone contra carro em Cabul estavam 7 crianças e 3 adultos

Da Redação, com BandNewsTV 17/09/2021 • 17:52 - Atualizado em 17/09/2021 • 20:14

Após investigações, o departamento de defesa dos Estados Unidos admitiu ter matado 10 civis inocentes durante um ataque com drones em Cabul no dia 29 de agosto, pouco antes da retirada americana do Afeganistão. Entre as vítimas, estavam 7 crianças e 3 adultos.

O ataque aconteceu no dia 29 de agosto, pouco antes do fim da retirada das tropas americanas do país, e tinha como alvo um carro que supostamente ocupava um integrante do Estado Islâmico-K.

À época, oficiais norte-americanos justificaram o ataque dizendo que ele seria necessário para evitar um ato terrorista.

Mas uma investigação do jornal "The New York Times", agora confirmada pelo Pentágono, apontou que o carro atingido não continha uma bomba, como havia sido justificado.

Líder do comando central, o general Frank McKenzie admitiu o erro do governo americano e ofereceu “profundas condolências” às famílias e amigos das vítimas do ataque americano.