Notícias

EUA gastaram US$ 8 trilhões na Guerra ao Terror desde 2001

Do valor total, cerca de 2 trilhões de dólares foram gastos na Guerra do Afeganistão

da Redação com BandNews TV 12/09/2021 • 11:51 - Atualizado em 12/09/2021 • 12:41
Soldados norte-americanos em treinamento
Soldados norte-americanos em treinamento
USA Army/Nathaniel Gayle

Os Estados Unidos já gastaram US$ 8 trilhões na Guerra ao Terror desde 2001. Do valor total, cerca de US$ 2 trilhões foram gastos apenas na Guerra do Afeganistão. 

Os dados foram divulgados pelo projeto Costs of War (Custos de Guerra, em inglês) da Brown University, que monitora o investimento público nos conflitos travados depois dos ataques de 11 de setembro nos EUA.

O valor financiou a infraestrutura para civis afegãos e treinamento, armamento e equipamento para militares. Além disso, grande parte do montante foi usada na logística da ocupação de longo prazo no exterior.

Vídeo: 20 anos de Guerra ao Terror

20 anos do 11 de setembro

Neste sábado (11), os Estados Unidos marcaram o aniversário de 20 anos dos ataques com uma série de cerimônias. 

O fim de semana de lembranças começou com a leitura dos nomes das quase 3 mil vítimas dos atentados. Ela teve início às 9h46 (horário de Brasília), horário em que a primeira torre do World Trade Center foi atingida.

Vídeo: EUA homenageiam vítimas

Todos os nomes estão gravados nas bordas de dois grandes espelhos d’água construídos onde antes estavam o edifício. Perto dali foi erguido o prédio mais alto da cidade, o One World Trade Center, símbolo da reconstrução.

A leitura foi interrompida para marcar o exato momento da queda das torres norte e sul (9h46 e 10h02), de parte do Pentágono (10h37) e do voo 93 (11h03), a quarta aeronave sequestrada pelos terroristas que caiu após reação de passageiros. 

O presidente Joe Biden publicou uma mensagem nas redes sociais prometendo “caçar todos que ameaçaram os EUA” e destacando a importância da união da nação.

“Vimos uma nação unida envergar. E aprendemos que a união é a única coisa que nunca deve se quebrar. A união é o que nos faz sermos o que somos: os EUA em seu melhor. Para mim, esta é a lição central de 11 de setembro: é que em nosso estado mais vulnerável, no balanço de tudo que nos faz humanos, na batalha pela alma dos EUA, união é nossa maior força.”

A vice-presidente Kamala Harris, por sua vez, discursou na Pensilvânia, onde, logo depois dos ataques ao World Trade Center e ao Pentágono, um quarto avião - o voo 93, que tinha como alvo o Capitólio, Parlamento estadunidense - foi derrubado em um campo vazio matando 44 passageiros e tripulantes. 

“É uma honra estar aqui. Estamos acompanhados de famílias e amigos de pessoas que morreram naquele avião. Gostaria de dizer a todos que sofreram nos últimos 20 anos que pensamos em vocês todos os dias, todas as semanas, todos os meses. Saibam que seu país está com vocês”, disse Kamala.