Notícias

Fura-filas usam nomes de pessoas mortas pra se vacinar no Paraná

Já são 731 denúncias sobre irregularidades em imunizados nas cidades do Estado

Da Redação, com Jornal da Band 20/04/2021 • 22:55

No Paraná, golpistas estão usando o CPF de pessoas que já morreram pra tomar a vacina contra Covid-19. Só no Paraná, já são 731 denúncias sobre “fura-filas” da vacina contra a Covid-19 no Paraná. 

Um único número de CPF teria sido usado mais de 100 vezes. 

“É algo que chama a atenção e se concentra em cidades menores, até mais isoladas. Estamos em uma fase preliminar, avaliando quais medidas são possíveis, quais ações o tribunal pode tomar nessa linha de investigação”, explicou Rafael Ayres, coordenador de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado do Paraná. 

Em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba, uma família inteira teria se passado por funcionários de uma clínica para receber a vacina. 

Todos os casos foram encaminhados ao Ministério Público. A principal suspeita é o envolvimento de políticos, secretários e profissionais de saúde na facilitação dos esquemas. Por isso, a Assembleia Legislativa também entrou no caso, criando uma comissão especial de investigação que vai cruzar os dados para saber quem furou a fila. Também podem aprovar punições mais duras aos agentes públicos envolvidos. 

No Mato Grosso, o Tribunal de Contas do Estado investiga 27 pessoas imunizadas usando o mesmo golpe. 

  • vacinação
  • paraná
  • fura-fila
  • covid-19