Notícias

Gangue do Haiti pede R$ 94 milhões por resgate de missionários sequestrados

16 americanos e um canadense foram raptados no último sábado em Porto Príncipe

Eduardo Barão, do Band Notícias 19/10/2021 • 22:27 - Atualizado em 19/10/2021 • 23:18

A gangue que sequestrou um grupo com missionários no Haiti está pedindo o equivalente a R$ 94 milhões pelo resgate.

As vítimas, 16 americanos e um canadense, são missionários da instituição de caridade Christian Aid Ministries e seus familiares, incluindo cinco crianças. Eles foram raptados no último sábado (16) depois de visitar um orfanato em Porto Príncipe, capital haitiana.

O FBI tenta coordenar as negociações, que podem se arrastar por semanas. Os sequestradores pedem US$ 1 milhão para liberar cada uma dos 17 reféns.

A gangue 400 Mawozo é uma das maiores do Haiti e usa os sequestros para ganhar dinheiro.

O país viu a violência aumentar com o assassinato do presidente Jovenel Moïse, em julho. Um mês depois, um terremoto que deixou mais de 2 mil mortos agravou a crise social e econômica.

Todos esses problemas geraram um novo êxodo para os Estados Unidos, com milhares de haitianos tentando entrar no país pela fronteira com o México.