Notícias

General Santos Cruz admite possível candidatura e critica Bolsonaro

Ex-ministro pede para que presidente governe para todos

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 07/04/2021 • 13:01 - Atualizado em 07/04/2021 • 13:11

O general Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), admite que pode ser candidato a algum cargo político.

Em entrevista exclusiva nesta quarta-feira (07) a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, ele disse, no entanto, que ainda não pensa no assunto.

Neste momento, como homem público, Santos Cruz garante que pretende se dedicar apenas a duas frentes.

Uma delas é a luta contra o que ele chama de “fanatismo” que coloca o país em risco.

A outra, de acordo com o próprio general, é impedir que as Forças Armadas sejam tragadas pela política e deixem ser instituição de Estado, acima de qualquer governo.

“Tem que ver que as Forças Armadas não são um instrumento de uso político-partidário”, disse.

Mesmo na reserva, o ex-chefe da Secretaria de Governo continua sendo uma das vozes mais importantes e ouvidas do Exército.

Na avaliação de Santos Cruz, o presidente ainda não compreendeu que precisa governar para todos e zelar pela tranquilidade do país.

“Você tem que governar para a nação toda, tem que governar para todos. Até para aqueles que perderam você tem que governar”, afirmou. “Essa postura não foi adotada.”

O general também criticou Bolsonaro pela aliança com o centrão, o bloco político que o presidente criticava e ao qual depois se associou no Congresso.

Para Santos Cruz, a governabilidade não pode ser alcançada em troca do desmonte do combate à corrupção e da distribuição de emendas parlamentares.

  • General Santos Cruz
  • Jair Bolsonaro
  • política