Notícias

Homem é preso no RJ acusado de aliciar e encarcerar jovens jogadores de futebol

Atletas eram mantidos em sítio com a promessa de vagas em grandes clubes; acusado já havia sido preso pelo mesmo crime

Marcus Sadok, do Jornal da Band 23/07/2021 • 12:17 - Atualizado em 23/07/2021 • 19:48

Um homem acusado de aliciar jovens jogadores de futebol foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta quinta-feira (22), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A prisão foi realizada pela equipe da 61ª DP.

O acusado prometia levar os jovens para grandes clubes do futebol do Rio. Durante a ação, que contou com o apoio do Conselho Tutelar, os agentes encontraram 17 adolescentes em um sítio em Xerém, distrito de Duque de Caxias.

O local era utilizado como espaço de treinamentos e alojamento. Entre os jovens, estavam seis de estados como Pará e Amazonas.

O homem aliciava as famílias das vítimas dos jovens jogadores com a promessa de que eles seriam treinados e encaminhados para clubes. Além disso, o aliciador cobrava uma taxa entre R$ 400 e R$ 500 para custear treinamentos e estadia.

Segundo a Polícia Civil, ele já havia sido preso pelo mesmo crime em dezembro de 2020, mas foi solto. Na época, 13 jovens foram encontrados em cárcere privado no sítio.

A Polícia Civil diz que a janela com grades é para impedir que eles circulassem principalmente durante a noite. Um dos dormitórios ficava ao lado do gás de cozinha e produtos químicos. Segundo os investigadores nenhum dos meninos foi instruído do que fazer, em caso de incêndio por exemplo. 

Os atletas contam que tinham documentos confiscados, não podiam sair sem autorização e tinham celulares recolhidos e acesso a familiares  controlado.

O conselho tutelar participou da ação e encaminhou os menores para abrigos.

  • Brasil