Notícias

Bolsonaro nega interferência no Enem, mas diz que prova "está mudando"

Bolsonaro chegou a dizer que a prova do Enem teria a "cara do governo" e levantou suspeitas sobre interferência

Da Redação, com Bandnews TV 22/11/2021 • 14:55 - Atualizado em 22/11/2021 • 15:53

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta segunda-feira (22) sobre a realização do Enem (Ensino Nacional de Ensino Médio), que começou no domingo (21). Ele afirmou que o governo federal não interferiu na prova, mas ao mesmo tempo comemorou porque, segundo ele, "está mudando".

"Estão acusando o Ministro Milton de ter interferido na elaboração das provas. Se ele tivesse essa capacidade e eu, não teria nenhuma questão de ideologia que teve aí. Somos obrigados a aproveitar banco de dados de anos anteriores. Mas está mudando, não tem linguagem de tal tipo de gente com tal perfil. Linguagem neutra não tem mais", disse Bolsonaro em Brasília.

Diversos servidores do Inep, que organizaram o Enem, pediram exoneração pouco antes da prova deste ano. As críticas deles levantaram suspeitas sobre a possibilidade de interferência do governo federal no Enem. Além disso, em outra oportunidade Bolsonaro chegou a dizer que a prova teria a "cara do governo".

O Enem de 2021 teve o menor número de participação dos últimos anos: dos 3,1 milhões de inscritos, 800 mil não compareceram. Milton Ribeiro classificou o 1º dia do Enem como um sucesso.