Jornal da Band

Animais voltam a ocupar área do desastre em Brumadinho

Para este retorno gradual, foram reflorestados o equivalente a 12 campos de futebol

Luciano Dias, do Jornal da Band 24/09/2021 • 20:28 - Atualizado em 24/09/2021 • 21:03

Em Minas, animais silvestres começaram a voltar à região destruída pelo desastre de Brumadinho, em janeiro de 2019.

Um cachorro do mato à procura de alimento. Quatis andam tranquilamente e a jaguatirica se hidrata. Tem mico estrela, paca, gavião de cabeça cinza, onça parda. Todos esses animais silvestres, afugentados depois do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, começam a retornar a seu habitat original.

Tudo é registrado por câmeras espalhadas pela área.

Para este retorno gradual dos animais, foram reflorestados mais de 12 hectares -  o equivalente a 12 campos de futebol - incluindo parte da região diretamente impactada pela tragédia, além de áreas protegidas.

Para recuperar outros trechos, é preciso a liberação do Corpo de Bombeiros, que ainda buscam por nove desaparecidos.

“Depois da retirada do rejeito, a gente começa com as etapas de reflorestamento, de recuperação daquela área”, explica Cristiane Cäsar, analista ambiental da Vale.

O reflorestamento pode demorar mais de uma década.

“Esse processo de recuperação é lento, mas ele pode ser acelerado não apenas pelas ações de intervenção humana para restaurar o ambiente que foi degradado, mas também pela própria chegadas destas espécies nessa área”, afirma o ecólogo Adriano Paglia.

  • Brasil
  • jornal da band